Rádio Bandeirantes Imbituba - A difusora dos nossos corações!

X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

SC: Cursos técnicos facilitam a entrada de jovens no mercado de trabalho

Profissionais que fizeram cursos técnicos têm um acréscimo na renda de 18%, em média, aponta estudo

Por: Gabriela David - Dia: - Em: Notícias

SC: Cursos técnicos facilitam a entrada de jovens no mercado de trabalho
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O setor industrial é um dos que mais movimenta a economia de Santa Catarina. Nos últimos dois anos, mais de 734 mil empregos foram gerados nessa área. Os salários pagos foram, em média, de R$ 2.212. Os dados constam no Portal da Indústria.

Apesar do quadro, estudos apontam que a situação poderia ser ainda melhor. Isso porque, segundo um levantamento feito pela multinacional de seleção e recrutamento ManpowerGroup, 61% das empresas brasileiras querem contratar, mas têm dificuldades de encontrar pessoas capacitadas, principalmente em áreas de nível técnico.

Em Santa Catarina, uma das maneiras de ter acesso a cursos dessa categoria é por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-SC). No estado, são oferecidos cursos para as áreas de alimentos, construção e vestuário, por exemplo. Esses segmentos, ao lado dos serviços industriais de utilidade pública e máquinas e materiais elétricos, foram responsáveis por 54,4% da indústria local, entre 2007 e 2015.

Para o diretor geral do Senai, Rafael Lucchesi, de uma maneira mais abrangente, os cursos técnicos contribuem para uma boa formação dos jovens e agrega rendimentos para o desenvolvimento econômico do país.

“A educação profissional técnica é algo importante na realização dos projetos de vida dos jovens brasileiros, bem como algo importante para aumentar a nossa produtividade do trabalho e aumentar a competitividade das empresas”, comenta Lucchesi.

Analistas enxergam os cursos técnicos como a maneira mais rápida de conseguir um emprego. De acordo com o professor da PUC-SP e especialista em Pensamento Estratégico e Gestão de Pessoas, Maurício Sampaio, essa modalidade de ensino supera, inclusive, os cursos de nível superior, quando o assunto é entrar mais rápido no mercado de trabalho.

“O ensino técnico, para mim, é uma porta de entrada no mercado de trabalho, mas veloz até do que uma própria faculdade. Eu acho que ele vai te dar condições específicas. Nem todo mundo tem essa mão de obra qualificada. Por isso muito gente desempregada. Então, para muita gente, o ensino técnico eu vejo como um grande caminho”, afirma Sampaio.

Um estudo encomendado pelo Senai, feito com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014, mostra que, profissionais que fizeram cursos técnicos têm um acréscimo na renda de 18%, em média, em relação a pessoas com perfis socioeconômicos semelhantes que concluíram apenas o ensino médio regular.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: