Rádio Bandeirantes Imbituba - A difusora dos nossos corações!

X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Motoristas catarinenses já podem usar a CNH digital

O código está disponível nos documentos de habilitação emitidos a partir de 2 de maio de 2017

Por: Gabriela David - Dia: - Em: Notícias

Motoristas catarinenses já podem usar a CNH digital
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Os motoristas de Santa Catarina já podem acessar a versão eletrônica da Carteira Nacional de Habilitação (CNH-e). O aplicativo pode ser baixado gratuitamente pelo Google Play, nos celulares com o sistema Android, ou pela App Store, nos smartphones que utilizam a plataforma IOS, mas primeiro é preciso fazer um cadastro no site do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). A CNH-e armazena todas as informações da carteira impressa, garantindo a autenticidade do documento.

 


A CNH-e só pode ser gerada para quem tem a última versão da CNH impressa, que conta com um QR Code na parte interna. O código está disponível nos documentos de habilitação emitidos a partir de 2 de maio de 2017. Antes de baixar o aplicativo, o condutor deve ter um número de celular e um endereço de e-mail cadastrados na base do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Para isso, uma das opções é cadastrá-los diretamente pelo site do Departamento de Trânsito de Santa Catarina (Detran-SC).

 


O motorista também pode fazer o cadastro na Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), localizada na 15ª Delegacia Regional de Polícia Civil, ou para um Centro de Formação de Condutores (CFC) para atualizar o número de celular e o endereço de e-mail, e após realizar um cadastro no Portal de Serviços do Denatran; ou, ainda, para quem possui certificação digital, comunicar todos os dados diretamente no Portal do Denatran.

 


A Carteira Nacional de Habilitação continuará sendo impressa e emitida normalmente. Apesar disso, o condutor poderá conduzir seu veículo apenas com a CNH-e. Para isso, o motorista deve tomar cuidado com o funcionamento do aparelho celular. Se o smartphone não estiver ligado, a autoridade de trânsito vai considerar que o motorista está em habilitação e o mesmo será autuado com base no artigo 232 (conduzir veículo sem os documentos de porte obrigatório), uma infração leve que prevê multa de R$ 88,38, três pontos na CNH, além de retenção do veículo até a apresentação do documento. A CNH-e é acessível offline, sem necessidade de conexão wi-fi ou dados móveis habilitados.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: