Rádio Bandeirantes Imbituba - A difusora dos nossos corações!

X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

Greve dos caminhoneiros: Protesto entra no 3º dia e causa reflexos na região

Paralisação afeta 23 estados brasileiros mais o Distrito Federal.

Por: Gabriela David - Dia: - Em: Notícias

Greve dos caminhoneiros: Protesto entra no 3º dia e causa reflexos na região
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Os primeiros reflexos do protesto dos caminhoneiros que teve início nesta segunda-feira (21), em todo o país  já começam a aparecer no mercado da região Sul de Santa Catarina. A gasolina, o etanol e o diesel,por exemplo, não são encontrados em alguns dos postos que compõem a Associação de Municípios da Região de Laguna (Amurel).

 


O protesto nacional de caminhoneiros ganhou força nesta segunda-feira à noite e repercute com problemas pontuais, além do desabastecimento de combustível poderá faltar também alguns alimentos, entre eles os frios e carnes. A equipe de reportagem do Notisul entrou em contato com representantes de algumas redes de supermercados de Tubarão e região, e  por enquanto, não há falta de produtos. Porém, caso o protesto continue até pelo menos a próxima segunda-feira, os mais variados produtos deverão faltar nos supermercados.   

 

 

Alguns serviços a nível nacional começam a ser comprometidos, como por exemplo, os Correios. Por conta do ato, a estatal suspendeu as postagens das encomendas com dia e hora marcados (Sedex 10, 12 e Hoje). Além disso, os Correios destacaram que um 'forte impacto' é causado nas diversas operações espalhadas pelo Brasil.

 


Os caminhoneiros protestam contra a disparada do preço do diesel que faz parte da política de preços da Petrobras, em vigor desde julho do ano passado. Entretanto, a Petrobras anunciou nesta quarta-feira (23) que o preço do diesel deve cair 1,54% nas refinarias. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de cerca de 8% no ano. O valor está acima da inflação acumulada no ano, de 0,92%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: